Perguntas Frequentes

É a cirurgia realizada na região íntima da mulher, vagina, vulva, monte pubiano e ânus. São vários  procedimentos que possuem a finalidade de melhorar a aparência e a funcionalidade dessa região, promovendo bem estar e qualidade de vida à mulher. As mais conhecidas são  a ninfoplastia que é a diminuição  dos pequenos lábios da vulva e a perineoplastia que corrige a “bexiga caída” e promove o estreitamento vaginal.

Todas as mulheres que se sentirem incomodadas ou desconfortáveis com a sua genitália. Não existe um padrão estético a ser seguido, vulva bonita é vulva funcional, aquela que deixa a mulher viver sua sexualidade sem temores ou vergonha!

Não existem limites de idade para realização de cirugia íntima. Em sua maioria os procedimentos são de baixo risco, realizados com anestesia local, sem internação hospitalar e sem imobilização prolongada. 

Existem alterações  congênitas como o hímem imperfurado que deve ser corrigido ainda na adolescência, antes da primeira menstruação pelo risco do sangue se acumular na cavidade abdominal e desenvolver  abdome agudo.  Outro exemplo são as sinéquias, que são aderências entre os pequenos ou entre os grandes lábios que impossibilitam  o início da vida sexual.

A minha orientação é que as pacientes que desejam uma cirurgia íntima  já tenham uma vida sexualmente ativa. Entretanto, às vezes, são justamente essas alterações que as  impedem. É comum as pacientes procurarem cirurgia íntima antes do casamento para se sentirem mais seguras na lua de mel. 

E até mesmo mulheres com muitos anos de casamento não usufruem de  uma vida conjugal plena  por vergonha da sua genitália. Portanto, não existe  limite de idade pra a cirurgia. Afinal, nunca é tarde para realização de um sonho e  se sentir bem!

Não. Primeiro é aplicado um creme que vai anestesiar a pele. 


Depois que a pele já estiver anestesiada será feita a aplicação de uma solução anestésica com agulha bem fininha para uma analgesia mais prolongada e  profunda permitindo um pós operatório mais confortável.

A avaliação antes da cirurgia é muito importante para você  falar sobre as alterações que te incomodam e receber explicações de como podem ser tratadas. Pode levar fotos do que te agrada para discutir possibilidades e expectativas. Também será necessário tirar fotos suas para acompanhar os resultados da sua cirugia. Receberá orientação sobre medicações, tempo de repouso, etc. O importante é se sentir segura e bem informada sobre as possibilidades de tratamentos e resultados antes de agendar seu procedimento.

Algumas orientações  podem tornar esse dia  mais tranquilo:

- Faça alimentação conforme orientação prévia da médica.
- Compre as medicações antes do dia da  cirurgia.
- Faça depilação íntima com o método que estiver mais acostumada, 1 dia antes do procedimento.
-  Não deixe de tomar suas medicações habituais a não ser por ordem médica.
-  Use  saia  e sapato baixo para facilitar  sua locomoção.
-  Use calcinha confortável, tipo shortinho.
- Tenha um acompanhante para te  levar para casa.

E lembre-se: a recuperação e o resultado dependem não só da cirurgia em si, mas também de um organismo saudável e do seguimento das orientações propostas.

É muito importante o repouso nas primeiras 48 horas com aplicação de gelo local.
- Por 7 dias evitar dirigir, subir e descer escadas e carregar pesos.
-Deve preferir roupas largas e calcinhas confortáveis sem comprimir a área tratada.
- Pelo menos 21 dias sem piscinas, saunas e banhos de mar.
- Em média 30 dias sem atividade sexual e exercícios físicos.
- É comum nas cirurgias à LASERs não serem utilizados pontos, mas se forem necessários, eles vão cair sozinhos ou serão retirados em 14 dias.
- Por fim, organize sua agenda para uns dias de descanso, pois um bom resultado depende do seguimento das orientações propostas.

O tempo cirúrgico é em média de 40 minutos a duas horas dependendo de quais procedimentos serão realizados. 

 

Porém, existe um tempo maior de permanência na clínica devido ao acolhimento e preparo da paciente, tempo de anestésico tópico,  tempo de recuperação pós procedimento e de receber explicações e orientações. Portanto, não tenha pressa para ir embora, queremos te dar alta de maneira confortável e segura.

 

Esse acúmulo de gordura  localizado no monte pubianopode receber vários tipos de tratamentos como: lipoaspiração cirúrgica, aplicação de enzimas lipolíticas e uso de tecnologias como criolipólise e ultrassom microfocado.

A grande maioria dos procedimentos da cirugia íntima são para melhorar a sensibilidade. Consistem em retirada de excesso de pele sem lesões de estruturas nervosas.

Edemas (inchaços) são comuns e podem permanecer por até 30 dias.

Hematomas (roxos) e pequenos sangramentos também podem acontecer e geralmente se resolvem espontaneamente  em até 20 dias.

Deiscências (aberturas dos pontos) acontecem mais raramente e podem ser novamente suturados ou não.

Pequenas irregularidades ou assimetrias, como em todas as cirugia plásticas, podem ser corrigidas posteriormente.

1- Hipercromia genital que é o escurecimento da vulva, da parte interna das coxas e da região perianal. Tratamento: LASERs, microagulhamentos, terapia regenerativa, peelings.

2 - Aspecto flácido, murcho e enrugado dos grandes lábios que perdem a elasticidade e a firmeza com a idade. Tratamento: LASERs, preenchimentos, bioestimuladores de colágeno  e cirurgia.

3 -  Acúmulo de gordura  localizado no monte pubiano e que aparece ressaltado nas roupas justas tendo um aspecto parecido com um "capô de fusca”. Tratamento: Lipoaspiração, enzimas lipolíticas, aplicação de tecnologias (criolipólise, criofrequência, ultrassom microfocado).

4 - Hipertrofia dos pequenos lábios que é o aumento desproporcional  dos pequenos lábios  ao ponto de não serem mais contidos ou guardados dentro da genitália. Tratamento: LASER para retração ou cirurgia (ninfoplastia).

5 - Hipertrofia clitoriana que é o crescimento exagerado do clitoris, ganhando um  aspecto de pequeno pênis. Tratamento: cirurgia de encurtamento do ligamento  suspensor do clítoris diminuindo a exposição do mesmo.

6 - Pregas de pele em excesso no capuz  do clitóris diminuindo o contato do  mesmo durante ato sexual, dificultando ou retardando o prazer da mulher. Tratamento: cirurgia com retirada do excesso de pele do capuz.

7 - Alargamento do canal vaginal impedindo relações sexuais prazerosas e com produção de ruídos e flato (vento vaginal) que causam complexos e bloqueios comportamentais. Tratamento: LASERs ou cirurgia de perineoplastia posterior.

8 - Cicatrizes tortas, irregulares, deprimidas, ou escuras causadas por traumas, machucados  ou procedimentos cirúrgicos. Tratamentos: LASERs, subincisão, preenchimentos, cirurgias.

9 - Prolapso genital que é o deslocamento de um órgão interno como a bexiga, o útero e o reto se projetando para dentro do canal vaginal e até mesmo se exteriorizando pela vulva. Tratamento: Vários tipos de cirurgias.

Agende sua consulta